O tema amamentação e volta ao trabalho costuma gerar muitas dúvidas nas mamães e nesse artigo vou te ajudar a entender como lidar com essa situação.

Se você é mãe de primeira viagem, deve estar se perguntando como vai voltar a trabalhar e manter a amamentação do seu bebê ao mesmo tempo.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a amamentação materna exclusiva deve ser mantida até os seis meses de idade do bebê.

Todavia, a maior parte das empresas brasileiras oferecem uma licença maternidade de apenas 4 meses.

Ou seja, o período de disponibilidade da mãe não entra em conformidade com as recomendações da OMS.

Isso leva diversas mães a se perguntarem como podem voltar a trabalhar sendo que precisam amamentar os seus filhos recém-nascidos.

É sobre isso que o artigo de hoje vai falar: amamentação e volta ao trabalho.

Amamentação e Volta ao Trabalho
Amamentação e Volta ao Trabalho

Amamentação e Volta ao Trabalho

A amamentação é crucial para o desenvolvimento saudável do bebê e para a diminuição de riscos, tanto para a mãe quanto para o filho.

Vou te falar mais sobre as mães que estão enfrentando essa situação que parece não ter saída (mas tem).

Também vou te dar algumas dicas importantes para te ajudar no momento de voltar ao trabalho e conseguir manter sua amamentação em dia.

🔴 Veja Também: Como Fazer a Pega Correta Para Amamentar

amamentação exclusiva e volta ao trabalho
amamentação exclusiva e volta ao trabalho

Você Não Está Sozinha!

Antes de ler as dicas é importante que você saiba que você não é a primeira a enfrentar esse tipo de situação aqui no Brasil.

Várias mães de primeira viagem acabam passando por esse sufoco, algumas de forma mais leve e outras de maneira brusca.

Quanto mais você for capaz de compartilhar os seus problemas, seja com seu cônjuge ou até mesmo com seu terapeuta, melhor!

Isso se deve ao fato de que na maior parte dos casos, quando estamos passando por algum problema, a tendência é nos isolarmos.

Tendemos a ter pensamentos que aquele entrave acontece apenas com a gente e que para os outros essa situação com certeza deve ser mais fácil.

Na verdade, todas as mulheres e mamães que precisam trabalhar e cuidar de suas crianças estão no mesmo barco.

Claro que algumas são mais privilegiadas que outras e conseguem administrar sua vida com mais facilidade.

amamentação volta ao trabalho lei
amamentação volta ao trabalho lei

O Que Diz a Lei Sobre Essa Situação

A lei trabalhista brasileira, em conformidade com a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), garante que as mulheres podem tirar até dois intervalos.

Esses intervalos podem durar até meia hora cada um.

O intuito é que se possa realizar a ordenha do leite leite materno ou se dirigir até à creche ou sua residência para realizar a amamentação do bebê.

Os intervalos estão disponíveis até o momento em que o bebê completar 6 meses de vida.

Ou seja, em conformidade com o tempo de amamentação exclusiva recomendado pela OMS.

Depois desse período, você pode até tentar algum tipo de negociação com seu chefe.

Para as mulheres que não possam realizar a ordenha de leite materno no local da empresa, a lei permite que estas possam sair uma hora mais cedo do seu emprego.

Isso até que seja completado o período de 6 meses de vida do bebê.

Em algumas situações específicas, a mulher pode pedir a adição de até 2 semanas no seu período de licença maternidade.

Mas vai precisar fornecer um atestado médico à sua empresa, de acordo com o Artigo 294.

No que se diz às salas de amamentação, infelizmente elas não estão previstas pela lei.

Poucas empresas disponibilizam esses ambientes de forma adequada e reservada para as suas colaboradoras realizarem a ordenha e armazenamento do leite.

Isso é um fato que mostra como ainda existem muitos problemas que precisam ser debatidos e solucionados com urgência.

Além disso, mesmo com a lei e os direitos previstos pela CLT, a realidade é muito diferente da teoria.

Nós temos consciência de que várias empresas nem sequer disponibilizam os intervalos de meia hora para suas trabalhadoras, ignorando qualquer tipo de apoio e os direitos das mães.

Amamentação e Volta ao Trabalho Legislação
Amamentação e Volta ao Trabalho Legislação

Problemas na Amamentação e Volta ao Trabalho

Além do que já foi citado, as mães também ficam sujeitas a sofrer muito com a angústia de estarem separadas dos seus filhos recém-nascidos.

Além de se preocuparem a todo momento com a amamentação do seu filho.

Ademais, muitas mães ficam inseguras em relação a produção de leite.

Isso por que ficam receosas de que não consigam ordenhar leite materno suficiente para suprir as necessidades alimentares do seu bebê.

Entretanto existem algumas formas de você se preparar melhor para enfrentar essa situação e se adaptar no dia a dia, evitando o desmame precoce do seu filho ou outras complicações.

Como você viu, conciliar o trabalho com amamentação é um desafio.

Ainda mais no Brasil com essas políticas corporativas vigentes.

Mas estamos aqui para te ajudar e vamos te dar orientações valiosas sobre como tirar o seu leite de maneira correta e armazená-lo até alimentar o seu bebê.

Confira as dicas para você conciliar a amamentação e volta ao trabalho.

🔴 Veja Também: Curso de Amamentação Online Para Gestantes e Lactantes

amamentação quando volta ao trabalho
amamentação quando volta ao trabalho

Dicas Para Manter a Amamentação Quando Voltar a Trabalhar

Essas são dicas muito simples que você pode tentar encaixar no seu cotidiano, tornando o processo muito mais fácil e prático:

  • Escolha a forma que seja mais confortável para retirar o seu leite. Você pode fazer isso manualmente ou utilizando uma bombinha manual ou elétrica
  • Inicie o processo de retirada de leite pelo menos uma semana antes da data prevista para você voltar a trabalhar. Dessa forma, a pessoa que for cuidar do seu filho pode alimentá-lo com leite materno usando uma mamadeira, caso seja necessário
  • Utilize blusas e sutiãs especiais para a amamentação e que possuam uma abertura na parte da frente, assim, fica mais fácil para você retirar o leite no trabalho ou amamentar o seu filho durante um intervalo que te permita isso
  • Lembre-se de beber de 3 a 4 litros de líquidos por dia, como água, sopas e sucos
  • Preze pela ingestão de alimentos ricos em água, como a melancia e a gelatina, além de alimentos que também sejam ricos em água e energia ao mesmo tempo

🔴 Veja Também: Como Armazenar Leite Materno Corretamente e Evitar Que Ele Estrague

Copos para Armazenamento de Leite Materno 180 ml, Philips Avent, 10 peças, Transparente
Copos para Armazenamento de Leite Materno 180 ml, Philips Avent, 10 peças, Transparente

Considerações Finais

Para armazenar o leite retirado, você precisa usar recipientes, como frascos de vidros, esterilizados e que sejam guardados na geladeira por 24 horas ou freezer por 15 dias.

Coloque etiquetas indicadoras com as datas que você fez a retirada do leite, assim, você mantém o controle e utiliza os frascos que estão armazenados a mais tempo.

Quando estiver no trabalho, lembre-se de guardar o líquido na geladeira até o momento de ir embora, transportando os frascos em uma bolsa térmica adequada.

Se você não poder guardar o leite de forma segura, jogue-o fora e continue tirando leite, pois é importante estimular sua produção de leite.

Então, gostou desse artigo sobre amamentação e volta ao trabalho?

Deixe um comentário e compartilhe com outra mamãe que precise conhecer esse assunto.

Até mais!

Sobre o Autor

Elivia Teles
Elivia Teles

Elivia Teles, Fisioterapeuta Obstétrica e Facilitadora em Aleitamento Materno. Atendendo gestantes e puérperas em Picos PI. Crefito: 227759-F

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × cinco =

Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.